OLÁÁÁ!!! GERINGONCEIROS!

Se você é poeta, músico, ator, artista plástico, dançarino, aspirante, produtor ou curioso e quer mostrar seu trabalho, estabelecer contatos e somar, venha para o Redemoinho Artístico! E quem sabe mostrar o resultado disso no Amostra Grátis. Reuniões sempre às sextas, 17horas! no SESC Tijuca. Contato: tijuca.geringonca@sescrio.org.br

29 de ago de 2008

Oficina Eu na Web - Aula 3



Nesta aula, aprofundamos o conceito de Web 2.0 e mostramos, por meio de dez características, as diferenças do conteúdo da internet de hoje para o de tempos atrás. Demos especial ênfase nos aspectos que aproximam e distanciam o texto escrito para a web do escrito para a mídia impressa convencional. Para dar ainda mais força a essa diferença, propusemos um exercício com o Twitter, espécie de microblog onde o usuário tem de resumir o que quer escrever em 140 toques. Na aula que vem, vamos analisar os resultados. Os dez tópicos tratados na aula foram:


1. publicação
Qualquer um pode publicar conteúdo, se tornar um emissor, falar, ter voz.
A comunicação sai do esquema um-todos e entra no esquema todos-todos.

2. navegação e participação
Entre a web 1.0 e a web 2.0, a navegação se torna muito mais fácil e intuitiva.
Os recursos multimídia passam a integrar o contexto das ferramentas web, sem se constituírem como elementos à parte.

3. objetividade vs subjetividade

O jornalismo cidadão muda a perspectiva tradicional sobre as regras da objetividade e da imparcialidade jornalísticas: vale mais a pena confiar em alguém que vivenciou a notícia do que em alguém que a reporta. A distância é a mesma que há entre fontes primárias e secundárias.

4. autoridade e credibilidade

De quem é a responsabilidade por uma falha de apuração no jornalismo online?
Quem tem mais credibilidade?

5. moderação

Sobre o mediador recai a responsabilidade pela ordem.
Esta característica atribui à figura do mediador os papéis ambíguos de "moderador" e "censor" aos olhos da comunidade.

6. interatividade

O diálogo interno entre emissor e receptor não se faz mais somente por via quantitativa, mas por via qualitativa.

7. interdiscursividade

O diálogo externo entre mediadores de diferentes sistemas se traduz em uma conversação aberta e aprofundamento da cobertura.

8. hipertexto

Talvez a principal diferença entre a escrita nos meios tradicionais e a escrita online, a hipertextualidade abre o baú das fontes jornalísticas.

9. instantaneidade e atualidade

Tempo real. Há tempo que não seja real?

10. memória

Esta característica permite que muito mais notícias sejam armazenadas em um espaço infinitamente menor, aumentando as possibilidades de indexação e, conseqüente, recuperação da notícia.
Por outro lado, a volatilidade do meio se traduz em um risco de amnésia digital.

Nenhum comentário:

TV Geringonça

Loading...